Espaço função pública - Notícias da função pública
Image
HOME arrow GERALarrow CONCURSOS / INICIATIVAS COMUNITÁRIASarrow Concurso (CEAGP)
Terça, 21 Outubro 2014
FORUM FUNÇÃO PUBLICA
Outubro 21, 2014, 01:13:18 16 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.
Perdeu o seu e-mail de activação?

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: SMF - Just Installed!
 
   Início   Ajuda Calendario Entrar Registe-se  
Páginas: [1]
  Imprimir  
Autor Tópico: Concurso (CEAGP)  (Lida 4582 vezes)
VeraR
Jr. Member
**
Mensagens: 6


« em: Abril 12, 2013, 07:07:16 23 »

Olá Boa Tarde!!

Tomei conhecimento da abertura de um concurso na administração publica para a frequência do Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública (CEAGP), que assegura um emprego na administração pública central como técnico superior. Ainda estou a analisar o regulamento deste concurso sobre o qual nunca tinha tido conhecimento, que está a suscitar-me algum interesse. No entanto gostaria de trocar algumas ideias com alguém que me possa elucidar sobre este assunto, se realmente vale a pena arriscar ou não, a minha condição é de contratada por tempo indeterminado numa Câmara com a categoria de assistente operacional, e no entanto há dois anos que sou licenciada. Já que é um risco elevado visto que o valor do curso é de 5100£, agradecia muito que alguém me pudesse ajudar nesta questão.

                                                                                                                Obrigada e Cumprimentos
Registado
Davs
Hero Member
*****
Mensagens: 146



« Responder #1 em: Abril 12, 2013, 10:10:35 06 »

não tenho conhecimento mas...o curso é pago pelo trabalhador?

está bem que prometem lugar mas e se o trabalhador chumbar?
Registado

Recursos Humanos da Administração Pública
VeraR
Jr. Member
**
Mensagens: 6


« Responder #2 em: Abril 12, 2013, 12:12:59 13 »

O concurso saíu em Diário da República, 2.ª série — N.º 68 — 8 de abril de 2013

Sim, é totalmente custeado por nós está aberto apenas a licenciados, e admite individuos sem qualquer relação juridica de emprego pulico.
Poderá obter mais informaçoes no site da Direção -Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas.

                                                                 Cumprimentos
Registado
Assistente Tecnico
Hero Member
*****
Mensagens: 118


Não trabalho de borla!


WWW
« Responder #3 em: Abril 14, 2013, 12:12:33 50 »


No meu entender... não se dê ao trabalho.
Registado

Assistente Técnico da Administração Pública (Educação)
www.assistente-tecnico.blogspot.com
hjbruno
Newbie
*
Mensagens: 2


« Responder #4 em: Abril 15, 2013, 05:17:27 18 »

Olá Boa Tarde!!

Tomei conhecimento da abertura de um concurso na administração publica para a frequência do Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública (CEAGP), que assegura um emprego na administração pública central como técnico superior. Ainda estou a analisar o regulamento deste concurso sobre o qual nunca tinha tido conhecimento, que está a suscitar-me algum interesse. No entanto gostaria de trocar algumas ideias com alguém que me possa elucidar sobre este assunto, se realmente vale a pena arriscar ou não, a minha condição é de contratada por tempo indeterminado numa Câmara com a categoria de assistente operacional, e no entanto há dois anos que sou licenciada. Já que é um risco elevado visto que o valor do curso é de 5100£, agradecia muito que alguém me pudesse ajudar nesta questão.

                                                                                                                Obrigada e Cumprimentos


Boa Noite, colega VeraR, (peço desculpa pela extensão do texto, leia até ao fim)

Eu também sou funcionário num municipio, nas mesmas condições que a colega e vou dar-lhe conhecimento das informações que o HELPDESK do concurso me prestou:

"Caríssimos,
 
Sou funcionário da administração local (assistente técnico), com formação académica (licenciatura ... e pós-graduação em ...) a exercer funções com contrato de trabalho por tempo indeterminado, e questiono se não estará prejudicada a admissão da minha candidatura, por ser funcionário de orgão da administração local, cfr. n.2 do art. 53.º da Lei 66-B/2012, de 31 de dezembro, e n.º 4 e 5 da Lei 12-A/2008, de 27 de fevereiro, com alterações posteriores.

Efetuo esta questão uma vez que tenho efetuado nos ultimos anos várias tentativas de concorrer para a adm. central, para técnico superior e estou "vedado" à admissão por exercer funções numa Câmara Municipal, tendo tido sempre a mesma resposta.
 
Assim, questiono se, para este concurso, foi solicitado o parecer prévio ao Secretário de Estado da Administração Pública (Dr. Helder Rosalino) e ao Sr. Ministro das Finanças, nos termos do n. 1 do art. 20.º  da Lei n.º 64-B/2011, de 30 de dezembro, que manteve em vigor, para o ano de 2012, entre outros, o artigo 40.º da Lei n.º 55-A/2011, de 31.12.
 
De acordo com o n.º 1 deste artigo “está sujeita a parecer prévio, nos termos previstos nos n.os 6 e 7 do artigo 6.º da Lei n.º 12 -A/2008, de 27 de Fevereiro, alterada pelas Leis n.os 64 -A/2008, de 31 de Dezembro, e 3 -B/2010, de 28 de Abril, com as necessárias adaptações, a mobilidade interna de trabalhadores de órgãos e serviços das administrações regionais e autárquicas para os restantes órgãos ou serviços aos quais é aplicável a Lei n.º 12 -A/2008, de 27 de Fevereiro”. De acordo com o seu no n.º2, o disposto no n.º 1 “é ainda aplicável ao recrutamento exclusivamente destinado a trabalhadores com prévia relação jurídica de emprego público por tempo indeterminado, a que se refere os n.os 4 e 5 do artigo 6.º da Lei n.º 12 -A/2008, de 27 de Fevereiro, alterada pelas Leis n.os 64 -A/2008, de 31 de Dezembro, e 3 -B/2010, de 28 de Abril, quando se pretenda admitir a candidatura de trabalhadores de órgãos ou serviços das administrações regionais e autárquicas para os restantes órgãos ou serviços aos quais é aplicável a referida lei”
.
 
 
Agradecia que me respondecem com urgência, uma vez que estou interessado em perceber se posso ingressar neste concurso e, por ventura, ser admitido na adm central, ou se contínuo a ser considerado "funcionário público de segunda" como tem acontecido até hoje.
 
Recebi a seguinte resposta:

"Exmo. Senhor
 Bom dia
 No ponto 1.3. do aviso de abertura fazemos menção ao Despacho do SEAP que alargou a área deste recrutamento  para os CEAGP’ s aos indivíduos sem prévia relação jurídica de emprego público (nos termos do n.º 6 do artigo 6º da LVCR). Esta autorização genérica dispensa o mecanismo da autorização prévia, que refere no seu mail, relacionado com o referido no n.º 1 do artigo 20º da Lei 66-B/2013. Se os cidadãos sem qualquer vinculo podem ser candidatos  por maioria de razão os trabalhadores da Administração Pública com um contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado, oriundos de qualquer uma das Administrações (Central, Regional e Autárquica) o poderão fazer. No pressupostos de termos respondido à sua questão, apresentamos os nossos cumprimentos.A equipa de helpdesk (MCF)


Não estou muito convencido , mas coloquei outra questão que, penso, irá suscitar interesse à colega:

"Questiono ainda se a frequência no curso é em horário pós-laboral, pois não me parece que a minha entidade patronal me autorize a frequentar um curso em horário de expediente, ainda para mais para sair dos quadros da autarquia.

Resposta:

"O curso  tem a duração de 1 ano letivo com 3 períodos escolares.Funciona em regime presencial, decorrendo as aulas no período da manhã (8h30-13h00) ou no período da tarde (14h -18h30).O artigo 12º da portaria do CEAGP (Portaria n.º 213/2009, de 24 de fevereiro ) refere o seguinte:

Artigo 12.º
Regime de frequência
Os candidatos que sejam sujeitos de uma relação jurídicade emprego público por tempo indeterminado previamente constituída frequentam o CEAGP, nos termos da alínea b)do n.º 4 do artigo 9.º da Lei n.º 12 -A/2008, de 27 de Fevereiro,em comissão de serviço, independentemente deautorização do órgão ou serviço de origem, aplicando -se--lhes o disposto no artigo 72.º do mesmo diploma e sendo a respetiva remuneração base assegurada por aquele órgãoou serviço.
Com os melhores cumprimentos  A equipa de helpdesk (MCF).[/i]

Os colegas do forum acreditam que o serviço de origem (Câmara Municipal), assegura o pagamento da remuneração, para que o seu funcionário possa estudar no CEAGP, em regime de comissão de serviço e depois, caso tenha nota final de, pelo menos, 12 valores, tenha um lugar assegurado na adm central.

Isto faz algum sentido?

Gostaria de obter a vossa opinião.

Cumprimentos,
« Última modificação: Abril 19, 2013, 12:12:58 36 por hjbruno » Registado
Assistente Tecnico
Hero Member
*****
Mensagens: 118


Não trabalho de borla!


WWW
« Responder #5 em: Abril 22, 2013, 07:19:44 05 »


hjbruno , curiosa a sua exposição. Eu desde já agradeço a partilha.

Sinceramente, não vi os critérios para verificar se existe alguma bonificação pelo facto de ter vínculo, julgo que neste caso especifico e neste período económico as contratações deviam ser dentro da administração pública... isto faz.me recordar os pareceres técnicos sempre pagos externo, e existe N gabinetes com essa função.

Registado

Assistente Técnico da Administração Pública (Educação)
www.assistente-tecnico.blogspot.com
Tone
Sr. Member
****
Mensagens: 34


« Responder #6 em: Maio 08, 2013, 06:06:11 04 »

Colegas

Há que fazer escolhas e perseguir os nossos objetivos.
Tenho colegas que entraram na função pública através do CEAGP, mas, por exemplo, tenho um amigo que não passou nas provas de seleção.
Seja como for, ambos arriscaram.
Na minha opinião, a sua entidade patronal dificilmente o dispensará para atender às aulas, mas tente!

Boa sorte, independentemente da sua escolha!
Registado
Ballester
Newbie
*
Mensagens: 3


« Responder #7 em: Junho 27, 2013, 05:05:25 47 »

Boas,

Concordo com o Comentário anterior.

Há que tentar, mas será difícil que a(s) entidade(s) patronal autorize tais ausências. Se ao menos existisse a hipótese de um horário pós-laboral seria mais fácil.

Mas nada é fácil nesta vida e principalmente neste país. há que seguir em frente, pois sonhar (ainda) não paga imposto.

Cumprimentos,
Registado
Páginas: [1]
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.19 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
Joomla Bridge by JoomlaHacks.com
XHTML 1.0 válido! CSS válido!
 
O Espaço função pública foi criado no ano de 2007. Todos os logos e trademarks neste site são propriedade do seu respectivo dono. Os comentários são propriedade e da responsabilidade de quem os põe, tudo o resto Copyright © 2007 Espaço função pública. Para qualquer assunto, por favor, contactar o Administrador.